Mercado de moda: seus desafios e melhores investimentos

18 de maio de 2017

O mercado de moda e confecção afirma-se gradativamente como um excelente investimento para quem deseja ingressar no ramo. Mesmo com a crise, ele mantém-se com certa estabilidade quando se fala em demanda dos consumidores.

Ficou interessado? Então continue lendo este post e saiba como anda o setor no Brasil, quais são as melhores oportunidades e os maiores desafios para quem atua no ramo!

Por que o mercado da moda cresce tanto?

O aumento do poder aquisitivo da classe média brasileira nas últimas duas décadas fez com que a demanda por produtos da indústria têxtil aumentasse consideravelmente. As pessoas passaram a separar uma parte do salário para consumir os chamados bens não-duráveis.

Essa subida na procura ocorreu de forma tão intensa que conseguiu se manter mesmo com a crise econômica atual. Uma das razões é que parte da população acostumou a consumir.

Outra é que a popularização da internet ajudou a difundir o prazer de se vestir. Não é raro encontrar blogs e vídeos no YouTube de pessoas mostrando dicas e tutoriais sobre como escolher determinada roupa de acordo com a sua personalidade ou sem gastar muito, por exemplo.

Qual setor mais cresce no mercado de moda?

O segmento infantojuvenil é o que mais cresce se comparado com todos os outros do ramo do mercado de moda. E não existe apenas uma causa para tanto. Há, pelo menos, três razões.

A primeira pode parecer óbvia. As crianças crescem muito rápido e por isso costumam receber roupas novas a cada ano, no mínimo. O descarte de peças é proporcional à demanda, ou seja, enorme.

O segundo fator a ser considerado é a independência das crianças devido ao advento da internet. Jovens dominam o meio cibernético cada vez mais cedo, tendo acesso inclusive aos posts patrocinados de lojas de roupa em sites e redes sociais.

Por último, a personalização. Como dissemos anteriormente, vestir-se representa agora um traço de personalidade. Isso quer dizer que, se a criança adora super-heróis, ele procurará roupas desses personagens. Uma adolescente gótica buscará em lojas teen ­— da respectiva faixa etária — camisas de rock e outras figuras do tipo.

Quais os desafios?

O setor de confecção requer um preparo especial por parte do empresário porque ele é impactado por diversos fatores, como a moda das grifes, tendências e até o clima.

Contudo, a maior dificuldade atualmente são as variações da taxa de câmbio e a concorrência internacional, particularmente do mercado asiático. Tornou-se comum entre alguns brasileiros de classe média fazer compras em sites de produtos importados. Os itens costumam ser vantajosos devido à mão de obra barata nos países em questão, que possibilitam preços baixos.

Ser criativo e estudioso é fundamental para conseguir concorrer de igual para igual. É crucial correr atrás e se capacitar em design e gestão de e-commerce, procurar por cursos com profissionais gabaritados do mercado e construir um bom network com os colegas.

Feito isso, as suas chances de se destacar aumentarão exponencialmente nesse ramo que não para de crescer.

E você, conhece outros desafios de se investir no mercado de confecção? Deixe um comentário!

    

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Siga-nos

Mais Vistos

15289
8254
6023
4728